Quem Somos

A GastroFix nasceu em 2002, como , MEP – Mise em place Consulting.
Em resposta a uma nova realidade: a necessidade de profissionalizar o sector. Num mercado em plena expansão, tornou-se obrigatório diferenciar-se da concorrência, cada vez maior e mais acirrada, para garantir o sucesso e a longevidade dos negócios.

A nossa missão consiste em levar conhecimento com objectivos práticos e soluções pontuais, na busca contínua por melhores resultados.

Orientação, suporte e amplo apoio às tomadas de decisões, fazem parte do atendimento personalizado que oferecemos aos nossos clientes, sempre de olho nas tendências e oportunidades do mercado de alimentação fora do lar.

A GastroFix é comandada por Élvio Pires , com mais de 30 anos de experiência nos vários canais da hospitalidade. Especializado em gestão de negócios de alimentação e experiência na abertura e gestão de unidades na Alemanha, Reino Unido, Portugal continental e Ilha da Madeira.

Conta ainda com uma equipe coesa, multi-profissiona…

Como uma consultoria pode ajudar o meu restaurante?

Como uma consultoria pode ajudar o meu restaurante?


Muitas vezes identificar quais são os problemas que prejudicam o crescimento do negócio é uma tarefa difícil para o gestor.
Se ele está muito próximo e já possui uma visão formada, o que impede a identificação clara de problemas e de como proceder para solucioná-los.
É aí que entra o consultor. Por ter uma visão ‘de fora’ e preparada para identificar erros, ele é capaz de visualizar os processos de gestão da empresa de uma forma crítica, com o privilégio de não ter uma opinião pré-concebida e estar totalmente isento de influências internas.

Vantagens que o consultor pode oferecer

Sendo o consultor especializado na identificação e resolução de problemas que podem prejudicar ou até mesmo quebrar o negócio, é mais fácil para ele apontar uma solução.
Isso permite que a empresa alcance bons resultados com mais rapidez e economia.
A consultoria encontra novos caminhos que não são percebidos pelas pessoas envolvidas. Pois não está familiarizada com os vícios que a empresa possui, resultando em boas estratégias de crescimento.
O consultor irá trabalhar com factos, dados e números, portanto não corre o risco de se deixar tomar por emoções ou equívocos na hora de propor mudanças para aperfeiçoar a gestão.
Contar com um profissional de consultoria para realizar a tarefa de identificar falhas também liberta a equipa dessa função, permitindo-a a continuar seu trabalho normalmente.
É aproveitando-se justamente dessa rotina de trabalho que o consultor irá identificar pontos fortes e fracos e, só então, entrar em acção para mudar o cenário actual.

Resultado

Dentro do restaurante, por exemplo, o consultor vai ser capaz de olhar além dos costumes e vícios na empresa. E assim, indicar estratégias de gestão que reduzam gastos e evitem problemas com pessoal e com documentação, entre outros – deixando ao gestor a função que ele se propôs a cumprir: Dar um bom atendimento e servir boa comida aos seus clientes. E é neste momento, que um sistema de gestão ganha ainda mais importância, pois vai permitir ao consultor analisar com dados reais e precisos, tornando as suas decisões muito mais assertivas.
O consultor busca resultados. Isso significa que a empresa terá grandes chances de crescimento se trabalhar em harmonia com o profissional, aceitar críticas, conversar sobre os argumentos e seguir os apontamentos propostos.

A importância de conhecer a empresa ou o profissional de consultoria

Decidir por uma empresa ou profissional de consultoria não é uma tarefa fácil e exige muito conhecimento sobre cada um.
O prestador desse tipo de serviços, tão importante para a organização, deve estar alinhado com o objectivo de fazer um trabalho completo e colocar a empresa do cliente à frente, de maneira eficiente.
Além disso, deve ser capaz de orientar de tal forma que todos consigam seguir as propostas mesmo depois do fim do período de consultoria.
Vale a pena lembrar que isso depende do tipo de segmento da empresa. Qualquer ramo de negócio pode ser beneficiado com uma boa consultoria.

Precisa de um consultor? 

Não precisa conhecer tudo para ter um restaurante de sucesso.

O que você precisa é encontrar as pessoas certas. A consultoria tem essa função, uma vez que você atinge determinado nível empresarial são necessários conhecimentos mais elaborados para que o seu negócio continue prosperando. A estrutura financeira é um bom exemplo disso, enquanto se tem poucos pratos servidos e poucos funcionários, é simples garantir que as matérias primas estão sendo usadas adequadamente, que os pagamentos aos fornecedores estão em dia e que o cash-flow da empresa estará no nível ideal.
Agora, com 10 funcionários, mais de 100 refeições por dia e uma lista infindável de facturas, tudo fica mais complicada. Sem um controle profissional, as possibilidades de erro são imensas e as consequências são sempre dolorosas: Juros, atrasos nas entregas, falta de stock, fora a sensação de empresa amadora que fica no ar, os funcionários começam a questionar se aquela empresa realmente ficará de pé por muito mais tempo.
Não se preocupe, você não precisa saber de tudo, basta encontrar as pessoas certas! A consultoria é uma boa solução para aumentar suas chances de se manter no mercado por muito mais tempo.
Nossa consultoria serve para ajudar a organizar e traduzir seus números. Nós ajudamos os empresários a compreender melhor o negócio através do ponto de vista do dinheiro, afinal, é o momento de transformarmos o esforço em ganho pessoal. Sabendo organizar e traduzir o que dizem as suas finanças, a administração do seu negócio fica muito mais inteligente, eficiente, e portanto, LUCRATIVA.

Quando é que eu preciso?


Na medida em que os restaurantes crescem surgem novos problemas para os quais não estavam preparados para lidar. Um bom exemplo disso é o aumento de clientes. Quando a unidade não se reinventou para atender esse crescimento é comum começar a surgir atrasos, erros de produção, problemas entre sectores. Tudo isso cria um stress generalizado que dificulta bastante o dia-a-dia da organização e atingir as metas. Outra aplicação da profissionalização é a mudança de uma gestão familiar para uma gestão técnica, baseada mais em dados do que política para a tomada de decisão.

Uma empresa profissional sabe qual é a meta do período...

Onde quer chegar?


   
Para começarmos, por favor responda :
• Qual é a meta de vendas para próximo ano ?
• Quais os problemas que vai encontrar ?
Faz sentido ?

Se está com dificuldade para responder a essas duas perguntas com clareza, como conseguirá pensar nos investimentos que tem que fazer nesse próximo período? Se dedicar profissionalmente a qualquer coisa pressupõem que você sabe onde quer chegar, senão, onde colocará os 110% do seu esforço?
Eu particularmente gosto muito de iniciar um planeamento pela parte financeira. Esse estudo ajuda a criar um entendimento de como a organização consegue trazer resultados. Muitos empresários não tem esse conhecimento e acabam colocando os esforços em áreas que não são prioritárias.
Caso você queira levar sua empresa para o próximo nível, não há outra maneira, você precisa estar com a parte financeira em ordem. E quando eu falo em ordem não estou me referindo às contas a pagar ou a receber, precisa conhecer, ao menos:
• A capacidade de endividamento
• O fluxo de caixa operacional, de investimento e de financiamento
• O lucro bruto
• Os custos fixos e variáveis
• A flutuação do stock
• O ponto de equilíbrio
     Enquanto esses indicadores forem sombras, regiões cinza, você está correndo perigo. Contudo somente um contraponto, quando se tem uma empresa pequena, sem muitas pretensões, por norma, não há problema, o dia a dia acaba dando respostas muito boas. Geralmente quando a estrutura é menor, a baixa complexidade da operação facilita a tomada de decisão.

     No entanto, se o porte está aumentando, o risco do negócio cresce juntamente. Mais funcionários, mais impostos, mais stock, estruturas físicas maiores, tudo isso gera responsabilidades acompanhadas de uma complexidade que seus cadernos e planilhas não alcançarão. Na hipótese de que quer continuar essa caminhada, tem que começar a planear.

     A propósito, crescimento não significa mais dinheiro para os sócios.
Uma dica, se tudo está completamente desorganizado, comece pelas contas a pagar e receber, mas saiba, que isso é somente para a manutenção do seu tamanho. Crescer é assumir novas responsabilidades (não somente no mundo dos negócios).
 

Contacte-nos para um serviço de consultoria e apoio confidencial.

email:
gastrofixportugal@gmail.com
ou
gastrofix@gmx.pt