Quem Somos

A GastroFix nasceu em 2002, como , MEP – Mise em place Consulting.
Em resposta a uma nova realidade: a necessidade de profissionalizar o sector. Num mercado em plena expansão, tornou-se obrigatório diferenciar-se da concorrência, cada vez maior e mais acirrada, para garantir o sucesso e a longevidade dos negócios.

A nossa missão consiste em levar conhecimento com objectivos práticos e soluções pontuais, na busca contínua por melhores resultados.

Orientação, suporte e amplo apoio às tomadas de decisões, fazem parte do atendimento personalizado que oferecemos aos nossos clientes, sempre de olho nas tendências e oportunidades do mercado de alimentação fora do lar.

A GastroFix é comandada por Élvio Pires , com mais de 30 anos de experiência nos vários canais da hospitalidade. Especializado em gestão de negócios de alimentação e experiência na abertura e gestão de unidades na Alemanha, Reino Unido, Portugal continental e Ilha da Madeira.

Conta ainda com uma equipe coesa, multi-profissiona…

Para restaurantes, as máscaras podem ser o novo normal

Mesmo que não seja mandatado pelo governo, muitos proprietários de restaurantes vão garantir que as equipas cubram o rosto.

Há muito que restaurantes e bares cumprem alguns dos regulamentos mais rigorosos de segurança alimentar, com os departamentos de saúde aplicando regulamentos para controle de temperatura, lavagem das mãos, contaminação cruzada e uso de luvas para preparar alimentos. O novo coronavírus tornou esses procedimentos ainda mais importantes, pois os trabalhadores tentam se proteger e conter a disseminação da doença. E como o governo começa a contemplar a vida após o novo surto de coronavírus, cada vez mais os funcionários de restaurantes serão precionados e instruídos a usar máscaras.

No entanto, existirão barreiras para usá-las num ambiente da indústria alimentar. É difícil respirar com elas nalguns momentos, especialmente sobre fritadeiras ou panelas em embulição.

As pessoas vão confiar nas máscaras para as deixar à vontade, mas não quer dizer que as vão usar adequadamente.
Vai ser uma experiência de aprendizagem sobre as máscaras, que nunca pensaram que teriam de aprender na restauração.

Usar uma máscara corretamente requer prática e cuidado. Há que procurar aconselhamento ao longo deste periodo.

Os clientes terão de se acostumar à visão de trabalhadores do serviço hoteleiro usando mascaras. Vai ser, para muitas pessoas, um período de adaptação.

E, embora seja difícil para alguém, neste momento, imaginar verdadeiramente como serão os negócios nas próximas semanas e meses, acreditamos que as máscaras provavelmente se tornarão uma parte regular do novo uniforme para os funcionários dos restaurantes.

- Elas vão se tornar uma parte séria da vida normal. Daqui a alguns anos as pessoas estarão andando por aí usando máscaras.